15.10.06

Amenidades

Senti que escrever sobre política não é o meu forte. Não deu Ibope. Ainda mais falando mal do Lula. Então vamos mudar de assunto. Pensei num tema que a maioria deve gostar: bunda!
Hoje, depois de um longo e tenebroso inverno, fomos à praia. Mas não uma praia qualquer, e sim a Praia Mole, paraíso das bundas duras. Além da abundância de gente, a faixa de areia estava estreita por conta da maré alta. Aí ficava todo mundo bem pertinho. Nós, por exemplo, ficamos ao lado de uma moça muito bem dotada, que aproveitava pra conferir um tom bronzeado ao seu bumbum irritantemente perfeito. Sem falar nas que ficam caminhando pra lá e pra cá. Pra piorar a situação, o Gu usa uns óculos de lente bem escura, daqueles que não dá pra saber pra onde ele está olhando. Bom, não vou acusá-lo de nada, não vi nada, até porque acredito que ele só tem olhos pra mim.
Tá rindo de quê?
Bom, mas o tema original do post é o habitat natural das bundas. Por que será que na praia a gente vê aquela abundância toda e não fica chocado? Se uma mulher aparecesse de bunda de fora, mesmo que com um biquini maiorzinho, em qualquer outro lugar que não tenha praia nem piscina seria um escândalo. Como será que vivem as bundas lá em Lages, por exemplo? Será que nascem e morrem enclausuradas? É realmente um tema abundante.

6 comentários:

Jully Fernandes® disse...

Te vi hoje, ali na Beira-mar... eu ia buzinar, mas tu estavas conversando com alguém!
E eu sempre leio o que tu escreve, inclusive quando é política.
E pra falar a verdade, me assusta a abundância de bundas na praia. Principalmente na Mole.

Saudades!

Beijoss

Megui disse...

Nunca esqueço de um artigo sobre bundas que li na primeira edição da revista ...Bundas. claro!! artigo muito bom.

mas peraí, já está calor aí? se bem que é outubro.

raul disse...

Bunda na praia, só não pode ser mole. Tem de ser durinha...
Onde abunda não falta, my dear!

Maurício Oliveira disse...

Realmente, Aline, um texto ameno sobre bundas é bem mais interessante do que um texto sobre os bundões da política. Beijo!

Dauro Veras disse...

HAHAHA! Esse papo me lembra uma vez que levamos um amigo norueguês pra praia Mole. Abrimos as toalhas bem no meio da abundância. Ele pegou um livro e até tentou folhear ignorando o entorno bem torneado, mas foi impossível. Rimos muito da cara dele.

João Debiasi disse...

Ô Aline! Se era pra falar mal do Lula pq não me pediste uma força?

Dado o resultado das urnas gostaria de lembrar que URNA não é TRIBUNAL. Tem gente achando que político eleito é político absolvido... Não misturemos as estações please!