2.4.10

Não teve graça

Meu primeiro de abril não teve graça nenhuma.
Amanheci umas 5h e fiquei pra lá e pra cá até pegar no sono de novo, lá pelas 7h30. Acordei tarde e já tava na hora de se arrumar pra almoçar no centro - porque eu ganhei folga, mas o Gu não. Depois do almoço fui ajudar minha mãe nuns lances que não deram muito certo. Aí fiz unha, depois sessão de tortura, digo, depilação. Se foi à tarde.
Às oito tínhamos combinado cinema com Frank e Lígia - o que era incompatível com a nossa aula d epilates (que tentamos em vão antecipar).
Quando chegávamos ao shopping, lembrei o Gu de uma coisa que tinha ficado no carro, pra trocar, e ele voltou pra buscar. E aí esqueceu o celular. Quem disse que a gente se encontrava depois? 15 minutos eu ligando até cair a chamada. Quando a gente se achou, o clima tava uó. Dei chilique e acabamos desistindo do cinema. Liguei pra fessora do pilates, mas já era. Perdemos a aula também. A parte boa foi ver o barrigão da Lígia e o casal passeando de mão dada.
Voltamos pra casa e lembrei porque eu e o Gu praticamente nunca brigamos: ele demooora pra fazer as pazes.
E agora, 5h30, tô aqui acordada de novo.
E o pior é que é tudo verdade.

2 comentários:

Le Vin au Blog disse...

Já fizeram as pazes? (Diga sim, sim, sim!) :)

Aproveita o dia para tirar um cochilo no meio da tarde.

Beijos e feliz páscoa!
Rafa

Ligia Moreiras Sena disse...

Pra nós também teve uma parte super boa o primeiro de abril: ver vocês. Logo logo vem as pazes, brigar acontece só com quem se importa um com o outro. Quem não se importa nem se dá ao trabalho de brigar... Se ajudar a aumentar a velocidade das pazes, que tal uma saidinha amanhã a noite?
Nem deu pra aproveitar direito vocês dois, nem pra você sentir o movimento do barrigão, ahhhh...

Beijocas e bom sábado de Aleluia! Cheio de pazes!