22.10.09

Os castelos de Sintra





A julgar pela ausência de comentários, ninguém tá muito interessado em saber de Portugal. Então vou variar um pouquinho, saindo de Lisboa. Estivemos um dia em Sintra, a cerca de 40 minutos de trem da capital portuguesa. Subimos a serra e nos deparamos com uma cidadezinha encantadora, limpa, bem sinalizada, arborizada e cheia de esculturas nas ruas. Fomos caminhando direto pra Quinta da Regaleira (fotos aí em cima), onde ficamos mais de duas horas percorrendo jardins, galerias, túneis subterrâneos (isso é redundância?) até entrar nos domínios do palácio. Tudo muito lindo, coisa de filme.
Depois almoçamos um belo hambúrguer, que caiu redondinho depois de tantos bacalhais. De sobremesa, subimos até o Castelo da Pena (fotos aí embaixo). Além de lindo por fora, conserva todos os aposentos com os objetos originais da realeza - mas lá dentro não se pode fotografar. Apesar da imensidão do palácio, os aposentos são minúsculos e atulhados de móveis e badulaques. Era o gosto da época.
Um dia foi pouco, faltou ver o retiro dos Capuchinhos, o palácio da D. Amélia... ah, e o Castelo dos Mouros, que só vimos de longe. Deixou gostinho de quero mais.

6 comentários:

Maurício Oliveira disse...

Hehehe, eu tava esperando acabar a série para comentar de uma vez só, mas diante da intimada... QUE LINDA VIAGEM, HEIN? :)

Cesar disse...

Tem muito leitor de blog que não comenta. Mas gosta. Eu, por exemplo, assino o RSS do teu blog porque gosto de ler. E o leio todos os dias. Sem me meter na conversa.
Agora mudando de assunto e voltando à vaca fria: quando vais trocar teu contador de acessos? Esse webstats insiste em abrir pop-ups de propaganda nos computadores dos visitantes... gesto indelicado que não está à altura da qualidade da autora de tão bem traçadas linhas.

Puxadinho disse...

Calma solidão !!!! Hehehe. Tb tenho essas ansiedades... Não conheci Cintra, infelizmente . Mas tenho matado minhas saudades de Lisboa por aqui. Bjao e ate...

Gustavo Cabral disse...

Vale acrescentar que nesse dia já pro fim da viagem e passando das mil fotos, em alguns casos registros de fachada de igreja santinho-por-santinho gárgula-por-gárgula, quando disseram que era proibido fotografar o interior do palácio bateu quase uma crise de abstinência. Mas passados uns quinze aposentos chega-se a uma varanda onde é permitido sacar a câmera. Onde obviamente todos os visitantes tiravam dezenas de fotos pra compensar. Nós inclusive.
Também faltou mencionar o travesseiro de periquita, melhor que o pastel de belém.
Sintra merece dois dias, sem dúvida. Quem sabe não ganha dois posts...

Aline Cabral Vaz disse...

Então, bateu a carência, né? Mas a chantagem emocional funcionou. Sempre funciona com os homens! (hihihi)
Cesar, eu bem que queria tirar esse contador, mas tenho dó de perder as infos que tenho registradas até agora. Já mudei uma vez e tive q recomeçar do zero. Pois agora?

www.jesusgeraarte.blogspot.com disse...

Adorei as fotos!
Beijos!
Liliane